19/12/2011

A Esperança - Suzanne Collins

"Com A Esperança, Suzanne Collins consegue se tornar a escritora mais incrível do ano. Nos tirando lágrimas, sorrisos e surpresas." 

   Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução.

   A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.

   O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?

  Como todos vocês sabem, quem vos escreve é um fã (exagerado) de Jogos Vorazes. Desde a primeira vez que li a sinopse dos livros, comprei-os, li-os, vi o poster e o trailer do filme não pude deixar de me apaixonar por essa série. 
  Antes que eu começe a falar sobre o último livro dessa trilogia, leia aqui no blog os comentários dos dois primeiros livros: Jogos Vorazes e Em Chamas

  Eu demorei um pouco para comprar esse livro, mas foi uma grande alegria quando ele chegou aqui em casa. Eu começei a lê-lo achando um pouco estranho, afinal, essa é uma série bem complexa com vários personagens e fazia algum tempo que eu tinha lido Em Chamas, cheguei a me perguntar: Quem é esse? Mas logo esse problema foi superador pela leitura que ia fluindo. 

   O livro não é nem um pouco parado. Ele é repleto de ação, estratégias e claro: Mortes. Eu gostei do jeito que Suzanne Collins escreve. Ela fez de Jogos Vorazes uma história intensa e não romântica e cansativa. É claro que temos os amantes desafortunados, mas nada que seja muito massante.

   Conseguimos ler o livro rapidamente, porque afinal, ele tem um ritmo rápido. São 3 partes com 9 capítulos cada. E temos várias partes que não conseguimos parar de ler. Resgates, batalhas e fugas. Simplesmente de tirar o fôlego.

    O que tenho a dizer sobre o começo e até o final é isso. Um ritmo surpreendente. Mas o final é digamos surpreendente e triste. Ficamos surpresos com uma morte e com uma tomada de decisão repentina. Depois disso somos invadidos por uma tristeza e mesmo vendo o final do livro, que é bem bonito, continuamos chocados.Foram 5 minutos para cair a ficha.

    Não só eu, mas em vários lugares as pessoas disseram que o final é intenso. E realmente é. Porém depois que tudo passa, percebemos que Suzanne Collins é sim é uma escritora incrível e que com o lançamento de Jogos Vorazes nos cinemas, essa série pode se tornar algo tão grandioso quanto Harry Potter e Crepúsculo. E olha que já está chegando lá. Os 3 livros juntos se tornam algo bem intenso e poderoso. Capaz de ganhar críticas positivas e arrebatar vários fãs.

   Confesso que é meio triste saber o final da série e ver os filmes, tantas pessoas que apareceram naquela tela saberemos que em breve morrerão. Mas não deixe isso te impedir de ler esses três livros, porque são maravilhosos. Eu continuo firmemente sendo fã dessa série e apostando em sua fama. E me sinto triste porque os livros acabaram, uma pena não poder postar mais nada sobre os livros aqui. Mas feliz ao mesmo tempo de ver esse final épico.

   Surpreendente. Essa palavra descreve tudo.

2 comentários:

Jonas N. disse...

Dei esse livro de presente pra Mayumi e depois de ler essa resenha me deu vontade de ler a trilogia. Resenha muito bem feita!

Stealing Books • Roubando Livros
roubando-livros.blogspot.com

Alisson Almeida disse...

Sua resenha está muito boa.
Não vejo a hora de ver Jogos Vorazes nas telas de cinema!

Abraços,
http://contandolivros.blogspot.com/

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team