10/12/2012

[Resenha] Julieta - Anne Fortier

Julieta
Anne Fortier
Editora Arqueiro
448 páginas

Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, na Itália, mas desde os 3 anos foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose, que as adotou depois de seus pais morrerem num acidente de carro.

Passados mais de 20 anos, a morte de Rose transforma completamente a vida de Julie. Enquanto sua irmã herda a casa da tia, para ela restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei.

A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar, muito antigo e misterioso. Mesmo acreditando que sua busca será infrutífera, Julie parte para Siena.

Seus temores se confirmam ao ver que tudo o que sua mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio. Mas logo ela descobre que a caça ao tesouro está apenas começando.

O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue essas duas famílias.

E, levando-se em conta a linhagem e o nome de batismo de Julie, ela provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade e a se relacionar com os sienenses. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo.


Eu já tinha ouvido falar sobre este livro, mas nunca me interessei. Um dia estava dando uma olhada no catálogo da editora Arqueiro e resolvi parar para ler com atenção a sinopse deste, e foi ai que pude perceber que Julieta era um livro que fazia bem o meu estilo, já que continha bastante suspense, ação, mistérios e aventuras.

O livro cumpre o que promete na sinopse, é simplesmente de tirar o fôlego. No começo ele pode parecer cansativo e chato porque a história passa de presente para passado e vice-versa e isso deixa o leitor confuso, mas logo que se pega o ritmo essas histórias do passado começam a fazer sentido e a leitura flui. Enquanto no presente acompanhamos Julie Jacobs (ou Giulietta Tolomei) em suas descobertas, no passado conhecemos uma "nova" versão de Romeu e Julieta que tem uma ligação com o presente.

Um ponto muito bom do livro é que ele é repleto de mistérios. Tudo não é o que parece e durante a leitura você se surpreende com as descobertas que são feitas. Além de ser surpreendente, o livro é um retrato de Siena e toda sua cultura, acrescentando muito mais conhecimento para nós leitores.

São muitos personagens que cercam o enredo, mas vamos comentar sobre as duas principais: Julie Jacobs (ou Giulietta Tolomei) e sua irmã Janice. Julie é bastante indecisa e acanhada no começo, sempre sendo a sombra de sua egocêntrica e irônica irmã. Mas da metade para o final, Julie se torna muito decidida e forte e consegue fortalecer um forte laço com sua irmã, que inclusive é a minha favorita. Janice não mede esforços sobre o que falar e isso a torna bastante engraçada e sincera, uma ótima personagem. 

O romance está presente, mas bem pouco! Ufa! O que reina mesmo é o suspense e o mistério, o que fará o leitor não largar Julieta por nem se quer um minuto. Uma releitura emocionante de Romeu e Julieta que agrada e traz uma escrita sensacional. Julieta está recomendado!

Um comentário:

Clara Beatriz disse...

Yey, eu li esse livro primeiro! LALALALA! É bem legal. Você descobre uma coisa tipo o pai da Julie e fica: OH! Hahaha
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team