11/12/2012

Série #10 - Arrow














Após um violento acidente de navio, o playboy milionário Oliver Queen desapareceu e foi dado como morto por cinco anos, até ser descoberto vivo em uma remota ilha no Pacífico. Quando volta para casa em Starling City, sua dedicada mãe, Moira, sua amada irmã Thea, e seu melhor amigo Tommy o dão as boas vindas ao seu lar, porém sentem que Oliver voltou mudado. Ao passo que Oliver esconde a verdade sobre o homem que se tornou, ele tenta desesperadamente consertar os erros que cometeu como o menino que era. Mas particularmente, ele busca reconciliação com sua ex-namorada, Laurel Lance.

Enquanto Oliver recupera suas conexões com aqueles que são mais próximos, ele secretamente se torna o Arqueiro – um vigilante – para corrigir os erros de sua família, lutar contra os crimes da sociedade, e devolver a Starling City à sua antiga glória. Durante o dia, Oliver é o galanteador saudável, despreocupado e negligente que costumava ser – flanqueado por seu leal chauffer/segurança, John Diggle – enquanto cuidadosamente esconde a identidade secreta que assume para cobrir a escuridão. No entanto o Detetive Quentin Lance, pai de Laurel, está determinado a prender o vigilante que opera em sua cidade. Ainda, a própria mãe de Oliver, Moira, sabe muito mais sobre o naufrágio mortal do que revela – e é mais implacável do que ele jamais pode imaginar.

Para aqueles que me conhecem sabem que eu adoro uma boa série de ação e segredos; e Arrow apresenta tudo isto. Desde o primeiro episódio é possível ver que cada personagem não é o que aparenta e a cada nova cena as nossas dúvidas e ansiedades vão aumentando.

Acredito que muitos conhecem o Arqueiro dos episódios de Smallville, sim, ele fez uma ponta na série e com o final da mesma, agora ele tem uma só para ele, baseado em sua própria HQ (é claro, o ator principal mudou).

A série basicamente acompanha o dia-a-dia de Oliver, um homem que esconde vários segredos e se porta como alguém descolado, despreocupado e consegue ser bem divertido. Queen age como um bilionário comum e tenta resolver seus problemas de relacionamentos e com a família, mas esconde um segredo... Ele vingará a morte de sua pai dando uma lição em cada homem que está na lista de um caderno que ele mantém guardado com cuidado. Estes homens que Oliver tentará eliminar estiveram envolvidos na vida do pai de Oliver e o grande mistério é: Por quê? Qual era o verdadeiro lado de seu pai? 

Enquanto ficamos em meio a tantos mistérios e perguntas, podemos acompanhar outros personagens que são incríveis. Temos Thea, a irmã de Queen, que é a minha favorita. A garota não mede esforços no que deve falar, é irônica e gosta bastante de curtir noitadas. Ao mesmo tempo que ela é uma conselheira para Oliver, ele também tem essa função, afinal, é o irmão mais velho.

Tommy também é um personagem legal. É bilionário, engraçado e bem amigável. Temos também a bela Laurel, uma advogada forte e decidida do que quer, a não ser que isso envolva Oliver Queen. O que me irrita bastante é essa indecisão: em um episódio Laurel beija Oliver e no outro já o trata com descaso...Ei, vamos decidir as coisas?

Em meio a tudo isso o que não falta em Arrow são boas cenas de ação e luta, tudo que não pode faltar em uma série de ação. A série é um agrado para todos e fica melhor a cada episódio. Digo isto porque consegui assistir 4 episódios da série de uma vez, sem parar ou descansar e a série é de tirar o fôlego. Tantas coisas acontecem e a cada episódio nossas perguntas e desconfiança com alguns personagens vão aumentando, fazendo desta série algo muito envolvente. Arrow é uma super produção que vale muito à pena ser assistida.

2 comentários:

Lucas Carvalho disse...

Suspense e ação em uma série só? Por favor morrendo. kkkkkk

Arrow tem tudo para se tornar um novo sucesso, ao lado de Smallville eu até diria. Não que eu acompanhei a série, mas sei de sua imensa repercussão.

lisandra disse...

vi um pedaço do filme parece ser bom
o livro tambem

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team