05/08/2013

[Resenha] Pandemônio - Lauren Oliver





Pandemônio
Lauren Oliver
Editora Intrínseca
304 páginas

ATENÇÃO! Esta resenha pode conter spoilers do livro anterior desta trilogia, se você ainda não o leu confira a resenha de: Delírio.

Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena Haloway terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções, as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vindas de todos os lugares… inclusive de dentro.

Depois de me ver fisgado pela maravilhosa história de Lauren no primeiro livro, a espera pelo segundo era muito grande. Em meio a uma sinopse que me deixou confuso e muitas pessoas criticando e dizendo que este não era tão bom, fiquei meio assustado. Realmente não sabia o que esperar desta continuação, mas como sou louco pela trilogia fui de cabeça para a leitura do segundo.

Não acreditem em quem diz que esse livro não é bom! Sério, é loucura! É como dizer que chocolate é ruim e que ir para a Europa é dispensável, ou seja, não tem como! Sinceramente não entendi as resenhas negativas sobre Pandemônio depois que terminei o livro. Lauren continuou criando um enredo fascinante, cativante e desesperador. Não tem como não amar essa mulher! 

Os capítulos são divididos em: Antes e Agora. No Antes, vemos Lena chegando a Selva e conhecendo novas pessoas, assim como tendo que aprender a se adaptar a essa nova vida e entrar na rotina do povo da Selva. É realmente divertido ver o dia-a-dia desse pessoal e conhecer novos personagens tão cativantes e que ganham o carinho do leitor. No Agora, Lena está na cidade e com um plano em mente, mas quando não sai exatamente como ela deseja, as coisas podem mudar drasticamente para todos.

É engraçado porque por um momento pensamos que Lena se transformou naquilo que ela mais odiava, mas a autora sabe como conectar o Antes e o Agora e nos explicar cada detalhe. E acreditem, tudo que acontece no Antes tem consequências no Agora. É de deixar qualquer um surpreendido com a genialidade de Lauren.

Novos personagens são inseridos na história para deixar tudo ainda mais legal: Julian é um cara meio ingênuo que não tem toda a visão de mundo que Lena tem, com o tempo ele vai abrindo seus olhos e se deixando levar pelas verdades da garota. Graúna e o pessoal da floresta são muito corajosos e firmes em suas verdades e táticas de vida. Uma personagem mais incrível que o outro! Lena, nossa protagonista, continua sendo a mesma. Apenas uma pessoa destemida e legal, nada de muito forte como Katniss e nem muito boba como Bella.

Não é possível entender como muitas pessoas não gostaram desse livro, quando na verdade ele tem uma história bem composta e repleta de mistérios, ação, revelações de tirar o fôlego e um final MAIS QUE SURPREENDENTE! É galera, não tá fácil esperar por Requiém no Brasil! 

A leitura é prazerosa e muito rápida. Uma sequência maravilhosa e capaz de deixar qualquer um contando os dias para o seu capítulo final. Lauren Oliver escreve com maestria criando um enrendo sensacional e muito bem interligado, com personagens cativantes e com identidades próprias. Se o amor é uma doença, devo estar infectado, pois não tem como não amar essa sequência e essa autora.

2 comentários:

Lucas Carvalho disse...

Sua resenha foi um grande ALIVIO para mim. Estava preocupado com os tantos comentários negativos dessa continuação. Eu adorei Delírio e fiquei simplesmente doido pela sequência, ainda bem que você me acalmou e mostrou que o livro é surpreendente. Preciso urgente comprar esse segundo livro para saber um pouco mais dessa incrível história criada por Lauren.

Alexandre matias disse...

Ainda não li Delírio, e muito menos Pandemonio,mas vi em vários lugares que a série é bem elogiada,além de ter uma premissa bem interessante

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team