12/09/2013

Perfil de Autor #10 - Cecelia Ahern





Cecelia Ahern  é a escritora irlandesa hoje mais conhecida e produtiva. Nascida em 1983, filha de Bertie Ahern, ex-primeiro-ministro da Irlanda, escrever é sua paixão, a qual ela exercita desde os 8 anos, quando já cultivava o hábito de registrar em um diário poemas, músicas e escritos em prosa. Era sua válvula de escape, a forma que ela encontrou para realizar uma catarse emocional. 

Aos 21 anos, seguindo um impulso interior, roubou um tempo de seu sono habitual e, acomodada em sua mesa de jantar, ela produziu sua primeira obra, P.S. Eu te amo, logo depois adaptada para as telas cinematográficas pelo diretor Richard LaGravenese. Neste romance Holly vê seu grande amor, o marido Gerry, morrer prematuramente. Subitamente ela passa a receber cartas dele, com o intuito de ajudá-la a restabelecer seu equilíbrio emocional e a seguir sua existência. 

Cecelia tinha se graduado recentemente em Jornalismo e Meios de Comunicação e não sabia muito bem o que queria realizar profissionalmente. Ao despertar em si a idéia que se transformaria em sua obra de estréia, empenhou nesta jornada toda sua esfera emocional. A partir daí, não parou mais de escrever, publicar e até mesmo produzir uma série televisiva – a famosa Samantha Who? -, protagonizada pela atriz Christina Applegate, tendo como parceiro nesta empreitada o roteirista e produtor Donald Todd. 

Prolífica em sua produção literária, ela tem atualmente seis romances editados, além de diversas coletâneas compostas por contos pequenos. Todos eles deram origem a alguma película cinematográfica, a peças teatrais ou a uma série de TV. Sua obra Se me pudesse ver agora foi convertida pela Disney em um concorrido musical interpretado por Hugh Jackman. Já Mrs. Whippy transformou-se em um monólogo e conquistou os palcos da Irlanda.

No Brasil foram publicados apenas P.S. Eu te amo, Onde Terminam os Arco-Íris, O Livro do Amanhã, A Vez da Minha Vida e Um lugar chamado aqui. Se me pudesse ver agora foi traduzido em Portugal. Em 2008 a autora publicou duas novas obras – Thanks for the Memories e The Gift. Sua carreira literária foi, desde o início, estimulada pela mãe, que a convenceu a enviar sua primeira história para um agente. Com o lado materno ela conquistou a crença de que todo sonho pode ser convertido em realidade. 

A escritora passou boa parte de sua vida em trânsito pela Irlanda, por conta da trajetória política paterna. Desta forma ela exercitou a tolerância e a atitude de se colocar no ponto de vista alheio, procurando sempre compreender as diferenças, a variedade de opiniões, as diversas visões de mundo. Esta jornada existencial foi essencial para seu amadurecimento como escritora. 

Apesar da fama de seu pai, Cecelia atuou por conta própria no processo de publicação de seu primeiro livro. Embora admita que conseguiu uma divulgação mais intensa de sua carreira literária graças ao posto ocupado por ele, a autora pondera que sua obra teve, ao lado das de outros autores, a mesma oportunidade de obter sucesso.

Cecelia é considerada uma escritora moderna de contos de fadas, rótulo que ela hesita em acolher. Suas personagens são em grande parte habitantes do universo feminino, em busca da felicidade. Antes, porém, de alcançar este estado de alma, elas precisam realizar uma jornada de autoconhecimento. Aqui elas não são libertadas por um príncipe encantado, mas sim por si mesmas. Suas heroínas, portanto, não buscam o homem de suas vidas, mas sim saber quem são, o que desejam, encontrar a oportunidade de ser felizes.
Alguns de seus livros mais famosos:
Livro Livro Livro

Fontes
Revista da Cultura. Livraria Cultura. Edição 21. Abril 2009. Infoescola.

Um comentário:

Lucas Carvalho disse...

Conheci a autora através da leitura de "O livro do amanhã". Gostei bastante da história e adorei a escrita dela. Ela escreve suavemente, com leveza e criando personalidades fortes em seus personagens. Espero um dia ler alguma outra obra da autora, mas por enquanto recomendo a leitura de O LIVRO DO AMANHÃ para quem ainda não leu (é um bom começo). A propósito, estou aguardando a sua resenha.

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team